Menopausa E Vida Sexual Prazerosa Não São Antagonistas Acontece Em BH O 7º Congresso Mineiro

Curso de Escrita e Redação foi feito exatamente para lhe dar as ferramentas básicas para desenvolver sua habilidade de escrever corretamente e com elegância na língua portuguesa. A psicoterapia tem seu valor em qualquer modalidade terapêutica escolhida pelo médico e pode inclusive ser utilizada como única modalidade terapêutica ou complementar para pacientes que por causa da ansiedade não conseguem ter ereção, ou para aqueles que por não controlar medo de sofrer impotência nas próximas oportunidades não conseguem obter uma ereção satisfatória.

Alterações podem ocorrer durante qualquer uma das quatro primeiras fases da ereção impedindo com que você alcance ou mantenha a ereção. A Disfunção Erétil (DE), também conhecida como impotência sexual, é um distúrbio caracterizado pela dificuldade de se obter e/ou manter, de maneira constante, uma ereção peniana adequada e suficiente para a atividade sexual satisfatória (desde a penetração até a ejaculação). Estímulo ou excitação sexual fazem com que cérebro, os nervos, coração, os vasos sanguíneos e os hormônios trabalhem juntos afim de aumentar rapidamente a quantidade de sangue fluindo para dentro do pênis.

Os números de pesquisa recente em nosso país aponta para um número espantoso de mulheres que jamais gozou ou sentiu orgasmo, apenas serviu à lasciva masculina. Porém esse é cercado por uma ansiedade masculina exagerada, uma tensão feminina (medo de dor) desnecessária, que a leva a se retraíres e se insistir a sentir sim, dor. Não, mas é preciso que casal tenha um maior aprendizado em relação a essa prática sexual.



Alem disso, é importante enfatizar que uso de drogas, lícita ou ilícita, como as relacionadas adiante, pode interferir com a função erétil: álcool, maconha, codeína, meperidina, metadona e heroína. A importância desta relação é que a disfunção erétil e algumas alterações cardíacas, principalmente a doença coronariana, dividem alguns fatores de risco que são modificáveis por meio de alterações comportamentais e alimentares, de modo a prevenir aparecimento de ambas as doenças. Diversos autores sugerem inclusive que a disfunção erétil deve ser considerada como marcador para surgimento de doença coronariana. Endotélio atua no processo de manutenção do estado de flacidez peniana, que é estado organic fora do período de atividade sexual.

Assim, a cada relação, a tenção diante da possibilidade de obter ou não uma ereção ou de conseguir mantê-la, aumenta ainda mais a possibilidade da mesma não ocorrer. Geralmente, as causas orgânicas são presentes em homens acima dos 50 anos e estão relacionadas a desequilíbrios hormonais, causas vasculares, neurológicas, diabetes, uso abusivo de álcool ou outras drogas e até mesmo ao uso de alguns medicamentos que podem comprometer a ereção. No entanto, por meio de uma primeira consulta com um terapeuta sexual é possível perceber se pode estar ocorrendo uma causa orgânica para a disfunção erétil.

No vídeo a seguir, a especialista em medicina sexual Carmita Abdu explica como manter hábitos que podem ajudar a evitar problemas relacionados a disfunção erétil, como, por exemplo, consumo de alguns alimentos associados a prática de exercícios - que podem auxiliar na obtenção de mais energia e melhorar a disposição. Alprostadil funciona como vasodilatador e, por isso, dilata pênis, aumentando e prolongando a ereção e tratando a disfunção erétil. Alprostadil é usado para a disfunção erétil de origem neurológica, vascular, psicogênica ou mista e é aplicado na maioria dos casos através de injeção.

Uma forma comum de pensamento em homens com disfunção eretiva é a repetida frase de que não conseguirá fazer sexo, de que a ereção não será suficiente, de que perderá a ereção se a conseguir, de que uma vez perdida a ereção, não mais poderá obter outra num prazo de tempo satisfatório... Ao repetir estas frases constantemente, homem passa ejaculação a fazer delas a realidade e não atentar mais para contato sexual.