desabafo

Olá, já não vinha aqui há algum tempo, a vida ocupou-me, e ocupou-me de que maneira! O "Bruno", rapaz que apareceu várias vezes nos meus sonhos, sendo que um deles foi aqui relatado, acabou por fazer parte de uma grande pequena parte da minha vida, grande devido à importância que lhe dei, e pequena pois foram breves os momentos, apesar de muito distanciados entre si.

Em honra de um rapaz que sendo boa pessoa ainda tem muito para aprender (assim como eu, não me interpretem mal), escrevi este desabafo, muito simples que, surpreendentemente, expressa grande parte do que quer ser expresso. Aqui vai ele:

Sinceramente, eu quero-te dizer e já sei que não queres saber, mas eu queria ser apaixonada, e quando isto acabou não foi por me seres indiferente, foi por não me quereres da mesma forma que eu te quis. Isso magoa-me, sei que não tenho o melhor feitio e que ainda me estou a descobrir mas tenho a certeza que sou capaz de amar. Queria-te e queria ter-te amado mas não queria sair magoada e por isso não investi, não quis sentir. Mas eu não sou assim, eu tenho sentimentos e preciso de expressá-los, por isso, peço desculpa por ter ocupado uma pequena e confusa parte da tua vida. Fica bem.

(Gosto de pensar que noutra vida isto daria resultado.)

Pronto, espero que apreciem minimamente e quero desculpar-me por repetir ideias, mas ainda não sei transcrever os meus sentimentos e traduzi-los "corretamente" (é relativo) para esta realidade que é a escrita. Adeus.